O estabelecimento de objetivos e o sucesso na clínica

A atuação clínica ainda é aquela de maior identificação dos estudantes de psicologia e aquela que a maioria dos profissionais irá tentar após terminar sua graduação. No entanto, pelo menos 80% desses profissionais desistirão no segundo ano, ou tornarão a atuação clínica um hobby, adotando outro tipo de atividade que lhe dê a maior parte da renda.

O estabelecimento de objetivos e o sucesso na clínica

É assim que a prática clínica acaba se tornando "um bico", deixando de receber maior atenção e os maiores cuidados do clínico e, dessa maneira, confirmando a impressão geral a respeito da carreira clínica: que é impossível se viver de consultório em psicologia.

Um provérbio chinês atribuído a Confúcio afirma “escolha um trabalho que você ame e você nunca mais terá que trabalhar um dia na sua vida”. Gostar daquilo que faz é um dos primeiros requisitos para qualquer pessoa permanecer em um trabalho, profissão ou ocupação, mas viver bem daquilo que gosta de fazer é resultado de uma conjunção de fatores que precisam ser bem articulados e muito bem cuidados.

Exercer a prática clínica sem dedicar atenção aos fatores de sustentação da profissão é como querer andar em um veículo, sem se preocupar com sua manutenção. Se você não trocar pastilhas de freio, óleo do motor, verificar o desgaste dos pneus e a água do radiador, sem falar na manutenção preventiva do motor, em algum momento seu veículo o deixará na mão. Da mesma forma é a profissão do clínico: é preciso muita atenção aos elementos responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento profissional, para que a profissão não se mostre insatisfatória e sem oferecer o que se precisa para viver dela.

A carreira do psicólogo clínico, diferente de outras áreas de atuação do psicólogo, é um processo relativamente demorado que demandará investimento de tempo e de formação. E, ao contrário do que se imagina, o clínico também precisa fazer planejamento, ter dedicação no projeto e se aperfeiçoar ao máximo para garantir o sucesso do seu consultório. Fazer a gestão da carreira deve ser prioridade para todo psicólogo que pretende viver exclusivamente da clínica. Psicólogos que gerenciam sua carreira tem confiança em seu desempenho, sabem o momento certo de tomar decisões estratégicas seja em relação ao mercado, a questões técnicas ou a procedimentos legais.

Sendo assim, para que a clínica dê certo, entenda-se, o psicólogo clínico tenha pacientes, rendimento suficiente advindo desses pacientes e também consiga viver bem de sua renda, é preciso que o clínico tenha clareza dos seus objetivos, entenda o que é um objetivo de sucesso, estabeleça as metas a serem alcançadas e o também os prazos para atingir as metas. Esses procedimentos, diferente do que se possa supor, interferem significativamente no modo como a carreira do clínico é administrada e nos resultados que obtém. Por isso, é sempre bom checar cada um desses elementos, afim de se descobrir a coerência entre eles e aquilo que se espera ou deseja da profissão.

Se quiser saber mais, veja nosso blog: