• Silverio Karwowski

Diferenciais do Curso de Especialização em Gestalt-terapia do IGC


Um curso de formação em Gestalt-terapia é feito de pessoas. E as pessoas produzem "encontros"

Segundo o Ministério da Educação, em 2019 o número de alunos de pós-graduação no Brasil é de 380.638 estudantes, divididos entre programas de mestrado acadêmico, mestrado profissional e doutorado. O Ministério não divulga a quantidade de alunos dos cursos de especialização, mas uma matéria do G1 Educação de 2019, baseada em uma pesquisa realizada pelo SEMESP aponta a existência de três vezes mais alunos de pós-graduação lato sensu (especializações) que as de stricto sensu (mestrado e doutorado), ou seja, 1.187.000 alunos de especialização.


Elementos principais da formação do gestalt-terapeuta

Mais que um dado estatístico, esse número aponta para o quanto os graduados procuram a pós, por dois motivos básicos: empregabilidade e aumento de renda. O estudo mostra que quanto maior a quantidade de diplomas de pós-graduação, maior a renda e melhor o acesso a novas vagas de emprego. Dessa forma, podemos dizer que cursar uma especialização está seguramente considerado um dos processos de crescimento profissional.



Afim com esse entendimento, em muitas de nossas matérias temos abordado a necessidade de formação e prática clínica como recursos fundamentais para o sucesso profissional, considerando que uma pós de qualidade deva atender pelo menos a esses dois quesitos em seu programa. A pós aparece então, não apenas como mais uma etapa na graduação dos psicoterapeutas, mas como o desenvolvimento de recursos fundamentais para o fornecimento de estratégias de conduta, desenvolvimento e aprofundamento no pensamento clínico, experiência profissional e conhecimento de mercado.


É afim com essas condições que gostaria de falar hoje dos valores agregados do Curso de Especialização Clínica em Gestalt-terapia do IGC – Instituto Gestalt do Ceará.


Valores agregados do curso

Sabendo que as faculdades tem a missão de formar profissionais generalistas, o psicólogo não sai da faculdade com competência para atuar em todas as áreas. Essa competência para a área desejada se desenvolve com um curso de Especialização ou Formação, com dedicação e esforço, e com a prática cuidadosa e dedicada.


O Curso de Especialização Clínica em Gestalt-terapia oferece ao psicólogo um conhecimento profundo sobre a noção de psicopatologia da abordagem, sobre os modos de tratamento (limites e alcances) das psicopatologias, sobre as condições cotidianas da existência humana e sobre as tragédias inerentes a todos nós.

Com profissionais experientes e competentes na supervisão da prática clínica (estágio supervisionado), sobre a sistematização de um pensamento clínico (monografia de conclusão de curso) e com um conhecimento fundamentado na experiência pessoal (aulas teórico-vivenciais e workshops residenciais), o Curso de Especialização Clínica em Gestalt-terapia cobre quase todas as competências do clínico, para atuar em seu consultório particular, em instituições de saúde, além de alimentar o seu currículo com uma pós-graduação válida e oficialmente reconhecida.


Agregar valor é oferecer inovação, valores, diferenciação, qualidade e satisfação.

Serão abordadas abaixo as principais características e diferenciais do Curso de Especialização do IGC, de acordo com a tradição do ensino em Gestalt-terapia e com aquilo que é necessário para a formação de psicoterapeutas:


1. Estágio Supervisionado

2. Orientação de TCC

3. Profissionais competentes

4. Clínica Escola

5. Diversidade de pensamento

6. Reflexão curricular

7. Infraestrutura

8. Workshops Residenciais

9. Aulas teórico-vivenciais

10. Carga horária


1. Estágio Supervisionado

A formação do clínico competente envolve um tripé que diz respeito a aspectos pedagógicos (cursos, seminários, congressos), ao aprimoramento pessoal (psicoterapia própria, submeter-se a workshops), e a prática efetiva (estágios, supervisão).

O estágio clínico supervisionado normalmente é um dos aspectos mais importantes, pois é onde o principiante será auxiliado por um clínico experiente a pensar suas hipóteses diagnósticas, seu plano de tratamento, os resultados possíveis e sua relação com o fazer clínico de forma mais aprofundada, de acordo com a Gestalt-terapia. Longe de ser um requisito técnico, é o auxílio para a passagem de um estado a outro, como o nascimento de um novo estado ou condição. Por isso, todo supervisor é meio parteiro do ser, o ser que se anuncia como apto a conduzir outros e novos seres.


O estágio se caracteriza como ação técnica, mas também como "encontro".

Exatamente por isso, o Curso de Especialização Clínica em Gestalt-terapia do IGC possui em seu currículo a exigência do cumprimento de 80 horas de atendimento clínico e 40 horas de supervisão com profissional competente.



2. Orientação de TCC

De todas as etapas da formação do psicólogo, essa parece a que mais aterroriza os alunos de psicologia. Dizem os envolvidos experimentarem muito sofrimento nessa etapa.


Mas é exatamente o TCC que dará ao aluno o entendimento de que possui um pensamento próprio e a capacidade de realizar um exame pessoal de alguma temática referente ao que se propôs a estudar.


A elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso como item do Curso de Especialização Clínica em Gestalt-terapia convida o futuro Gestalt-terapeuta a comprometer-se com novas contribuições para a abordagem, para sua vida e para a academia. Por isso, a orientação cuidadosa e consistente permite ao futuro especialista ter certeza de sua capacidade não apenas de escrita, mas de testar cientificamente seu pensamento e hipóteses a respeito do adoecimento e da saúde mental humanas.


Um ato inovador está sendo proposto pelo IGC: a elaboração do artigo final em duplas, de forma que os alunos possam apoiar-se mutuamente e também aprofundar mais em seus estudos. Além disso, a proposta de oficinas de escrita distribuídas ao longo do curso, visam auxiliar os alunos no desenvolvimento de técnicas para auxiliar na redação e na criação, elementos bastante importantes para qualquer pesquisador.


3. Profissionais competentes

Conhecer um profissional de Gestalt-terapia reconhecido nacional e internacionalmente parece importante tanto do ponto de vista pessoal – quem é o que faz, como vive, etc., quanto do ponto de vista da competência desse profissional. Por isso o Curso de Especialização Clínica em Gestalt-terapia do IGC possui em seu corpo docente pessoas de renome, sendo integrantes oficiais do grupo ou convidados para aulas específicas.


No entanto, o IGC está comprometido com a diversidade de pensamento de uma forma mais consistente e tenta fazê-la o mais ampla possível, convidando profissionais locais, regionais ou nacionais, todos eles competentemente reconhecidos pela contribuição na abordagem, com dissertações de mestrado, teses de doutorado, livros e artigos publicados.


A intenção do Instituto é que o aluno possa ler os trabalhos publicados, mas que além disso, possa também conversar com os autores.


4. Clínica Escola

Uma das maiores dificuldades do iniciante em psicoterapia é a estruturação de um local para atender e a manutenção desse local. O local implicará num espaço físico aconchegante com sala de espera e sala de atendimento, a presença de atendentes e insumos de consumo variáveis que acabam por colocar a despesa de consultório bem acima do simples valor do aluguel.


Considerando que nem todos os alunos possuem esse local, o IGC mantém uma Clínica-escola, na qual seus alunos podem ter acesso a pacientes e, através de supervisão competente, iniciar a sua prática de forma segura e assistida. O IGC possui hoje 18 consultórios estruturados para atendimento individual e em grupo, em todas as faixas etárias. A Clínica-escola do IGC existe desde os cursos de Formação em Gestalt-terapia e está comprometida com o auxílio às pessoas necessitadas, à pesquisa e à construção de uma prática psicoterápica responsável e consistente.


Imagem da sala 13 - Um dos consultórios usados pelos alunos

5. Diversidade de pensamento

A Gestalt-terapia e a prática psicoterápica são pensamentos e modos de auxiliar o ser humano a minimizar seu sofrimento. Quanto mais conhecemos sobre uma abordagem, maior a possibilidade de auxílio.



É sabido que a tradição do ensino em psicologia promoveu “gurus” e um pensamento enviesado de acordo com essas pessoas. Para modificar essa tendência, o IGC diversifica o máximo possível o pensamento da abordagem e seu entendimento sobre a história e as raízes da Gestalt-terapia, sobre sua Teoria, suas Técnicas, o pensamento psicodiagnóstico, diferentes abordagens clínicas referente a neurose, psicose, psicossomática e as adicções, assim como os princípios e aplicações da ética.


A Gestalt-terapia e a prática psicoterápica são pensamentos e modos de auxiliar o ser humano a minimizar seu sofrimento. Quanto mais conhecemos sobre uma abordagem, maior a possibilidade de auxílio.


Essa proposição de mudança é feita convidando profissionais diferentes para cada aula, mas também com reuniões periódicas de seu corpo clínico, com o objetivo de discutir problemas relacionados a teoria e prática, mas também dos discentes e suas dificuldades.


6. Reflexão curricular


O currículo de um curso é um dos aspectos que deve ser minuciosamente observado pelo aluno, afim de verificar se possui os pontos mínimos a serem atingidos no curso, mas também se contempla aquilo que o aluno espera e precisa desenvolver ao longo do curso.


Atualmente, as orientações do Ministério da Educação para os cursos de graduação recomendam o desenvolvimento das competências e habilidades consideradas necessárias para o exercício da profissão. Afim com essa orientação, os professores do IGC são constantemente convidados a pensarem nas competências e habilidades necessárias ao clínico, em articulação com a teoria e prática da Gestalt-terapia.


O propósito é o desenvolvimento de um curso consistente, onde o futuro gestalt-terapeuta obtenha seguras orientações sobre psicodiagnóstico, prognóstico e tratamento das doenças mentais, ao mesmo tempo em que pensa esses elementos em função da filosofia fenomenológica e da concepção de homem e de mundo gestálticas.


7. Infraestrutura


Fachada da Entrada do Instituto Gestalt do Ceará

A infraestrutura para as aulas de Gestalt-terapia requer um ambiente aconchegante para grupos de alunos que variam de 12 a 20 pessoas, com cadeiras e almofadas, quadro brando e equipamento multimídia. Dotado com três salas com essas características, o IGC está criando mais uma, afim de que mais aulas possam acontecer ao mesmo temo e, se necessário, com um número maior de pessoas.


Imagem de um dos consultórios do IGC

Mas, falar em infraestrutura em tempos de pandemia, onde os alunos estão cada um em suas casas, implica em falar em uma boa conexão de rede e em uma plataforma digital robusta, sem as quais as aulas remotas não poderiam acontecer. Além de contar com plataforma gratuita oferecida pelo Google Meet, o IGC possui também uma plataforma assinada, permitindo atender a mais salas-de-aula ao mesmo tempo, com acompanhamento e assessoria de seus colaboradores.


Por mais que precisemos do fim da pandemia e da volta as aulas presenciais, um dos aspectos positivos do isolamento social foi o fato de que as pessoas tiveram que se adaptar ao ensino a distância, popularizando essa metodologia e também possibilitando a expansão do acesso a cursos. Foi assim que o IGC começou a atender alunos residentes em outras cidades e que antes precisavam se deslocar para as aulas, mas agora poderão fazer esse acompanhamento à distância, mesmo com a volta das aulas presenciais.


Levando isso em consideração, as salas-de-aula serão dotadas também com equipamentos que permitam ao aluno remoto estar o mais próximo possível das aulas, ao mesmo tempo em que é poupado do deslocamento de sua cidade. Em outras ocasiões, alunos do Acre, do Maranhão, do Rio Grande do Norte e de outros estados tiveram que se deslocar mensalmente, exigência não mais necessária.


8. Workshops Residenciais

Os workshops residenciais são um elemento importantíssimo na formação do futuro gestalt-terapeuta.


Entendendo o grupo como um dos recursos fundamentais de psicoterapia, é preciso que o Gestalt-terapeuta tenha o conhecimento teórico (ministrado através das aulas) e também a experiência da prática.


Para atender a essa finalidade existem os 3 workshops residenciais, momentos em que os alunos se deslocam para uma casa afastada de Fortaleza, com o objetivo de uma imersão em psicoterapia, apoiados na teoria e prática da Gestalt-terapia e no olhar de seus colegas de curso. É o momento de profundidade e crescimento pessoal, trazidos pelo convívio com o grupo, com as necessidades e vontades divergentes e convergentes, assimilando experiências e possibilidades.


Você pode ter mais informações sobre os workshops do curso através desse nosso outro post de autoria de uma de nossas ex-alunas Natália


I Workshop Residencial da Turma II de Especialização em Gestalt-terapia

9. Aulas teórico-vivenciais

Falar de aulas teórico-vivenciais parece ser um lugar comum em Gestalt-terapia, pois a implicação pessoal do aluno é uma condição para a aprendizagem. Mas para além disso, os docentes do curso do IGC são orientados para realizarem relação com a vivência dos alunos, não apenas de modo disseminado, durante as aulas, mas com exercícios práticos que posteriormente são articulados com a teoria em questão.


A implicação do aluno significa o contato dele mesmo com suas questões mais importantes e íntimas, fato que pode assustar ou mesmo propiciar movimentos de fuga. Mas ao longo do curso, o risco e a exposição são apropriados pelo aluno como elementos constitutivos da profissão do clínico e, por isso mesmo, inerentes ao processo de crescimento humano e profissional.


10. Carga horária

A carga horária mínima prevista para um curso de especialização, segundo o Ministério da Educação é de 360 horas. É exigido atividades práticas e teóricas.


O curso de Especialização do IGC possui 560 horas, distribuídas em aulas teórico-vivenciais, prática (estágio e workshops), atividades complementares de curso e trabalho de conclusão de curso.


Numa era em que as pessoas querem o caminho mais fácil e rápido, o IGC aparentemente vai em sua contramão, oferecendo um curso com quase o dobro das horas e com ênfase no exercício da clínica. Não se trata apenas de um aumento puro e simples de carga-horária, mas do entendimento do mínimo para uma formação consistente, ou seja, o desenvolvimento das competências e habilidades já mencionadas aqui.


Conclusão

Com esses elementos descritos, esperamos ter dado uma ideia da preocupação do IGC em oferecer um curso relevante e focado em resultados: formar psicoterapeutas capazes de atendimento de amplo espectro em doença mental, fundamentados na teoria e prática da Gestalt-terapia, cientes de como implantar e desenvolver uma carreira clínica bem sucedida.


Mais que apresentar a estrutura do Curso de Especialização do IGC, neste post qualificamos o que deve ter um bom curso de Formação ou de Especialização, para que seus alunos sejam, além de psicoterapeutas, profissionais que se tornem referência na abordagem da Gestalt-terapia.

Posts recentes

Ver tudo
  • Google+ - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Black Facebook Icon

Rua João Regino, 474 - Parque Manibura - Fortaleza / CE - 085 3271-1692
© 2020 by IGC - Instituto Gestalt do Ceará